Raquel Rocha

Raquel Rocha

O dia amanheceu nublado, uma brisa fria indicia o final do Verão e o início do Outono.

Estavámos na mítica e romântica Baixa do Porto numa manhã que viria a tornar-se inesquecível e deliciosa.

Sem contar, à medida que íamos subindo as escadas íngremes do prédio da nossa anfitriã, fomos envolvidas por um energizante sopro quente, carregado de exotismo, que acompanhou a entrada no apartamento da nossa convidada, Raquel Rocha.

Como a própria diz, um pequeno horto, daqueles que se assemelham às imagens das casas maravilhosas que avidamente devoramos quando abrimos o livro Urban Jungle de Igor Josifovic. Acrescentamos ainda alguns adjectivos: amoroso é o primeiro que nos vem à cabeça, confortável, contemporâneo, despretensioso que vive de detalhes de uma sensibilidade extrema. Para rematar, o último andar possui uma portentosa panorâmica sobre as casas dispostas em socalcos do belíssimo Porto.

Raquel: linda, carismática e com um rosto como que artisticamente desenhado, recebeu-nos com um sorriso e um abraço apertado.

Ofereceu-nos um café e a conversa foi, muito naturalmente, surgindo.

 

Fotografia: Dulce Daniel

Maquilhadora: Maria Luís

Texto e Produção: Margarida Marinho

Ler Intro

13

A Raquel

Uma infância passada em pleno contacto com a natureza, rodeada de plantas e de momentos ao ar livre. Influências claras que se encontram bem patentes no seu refúgio e no seu trabalho.

Para Raquel, uma casa tem obrigatoriamente de ter plantas. Trata delas com carinho e toda a dedicação… conhece truques e técnicas que a elevam a uma categoria de “connoisseur” e brinca dizendo que, se pudesse, dedicava-se, única e exclusivamente, à arte de plant styling para casas e apartamentos. Aproveita e recupera plantas abandonadas e dedica-se a dar-lhes uma nova vida e um novo lar.

Veio para o Porto estudar Design Gráfico para o ESAP. À medida que vai levantando o véu das suas memórias, revela que esta escolha terá sido em parte equacionada por uma influência inspiradora e libertadora do padrinho, de quem falou um bom par de vezes durante a nossa conversa. Lembra que foi ele quem despertou a sua sensibilidade para uma área mais estética, mais visual. Como designer de produto que é, o seu padrinho, fez sempre questão de ir explicando algumas técnicas e passando alguns ensinamentos. Lembra-se, em jeito de graça, de um trabalho que fez para a escola, uma tabela periódica, que gerou um frenesim super engraçado, que acabou por lhe ficar gravado na memória.

Chegou ao Porto, com 17, quase 18 anos. Um mundo muito diferente e uma experiência avassaladora. Hoje, é a esta cidade da margem do Douro, que chama de casa. Mas é em Trás-os-Montes que Raquel recarrega as baterias e viaja até à sua essência.

Na faculdade, a pequena borboleta bateu asas e voou. As novas experiências, o contacto com áreas de criação de excelência e a troca entre colegas permitiu-lhe descobrir algumas das suas actuais paixões.

A par do seu gosto pelo design, surgiu também a fotografia sob dois pontos de vista: no papel de musa inspiradora e no papel de fotógrafa nas horas livres.

Musa, facilmente conseguimos entender como e porquê. Tudo começou quando lhe pediam para ajudar aqui e ali nas fotos de amigos, correu bem, tinha jeito e aprendia imenso, um 3 em 1 que a encorajou a passar para o lado de lá. Acima de tudo, a experiência, a troca de opiniões e a possibilidade de trabalhar com pessoas que admira, alimentam essa versão.

O bichinho despertou. Reunir referências, pesquisar, construir uma biblioteca e uma cultura visual muito próprias foram os passos seguintes.

O tumblr de Raquel, que carinhosamente intitula de diário, ou foto diário, é o reflexo mais puro de quem é e de como vê mundo. Uma curadoria pensada que implica tempo, dedicação e pressupõe uma história ou explicação. Tons pastéis, lindos, esbatidos, equilibram-se com o verde predominante da natureza. Respira natureza, precisa dela, alimenta-a e acaba por inadvertidamente enaltecer a sua beleza.

Enquadramentos perfeitos, detalhes de uma singularidade desconcertante… mas acima de tudo, é a beleza do seu olhar, a forma como traduz e interpreta o que vê, levando a mensagem até nós. Imagens que, sob a sua lente, nos trazem a possibilidade de também ver e sentir essa sensibilidade.

Uma mistura entre um exotismo e uma tranquilidade ténue, transmitida por cores e enquadramentos. Por incrível que pareça, it sounds like Raquel.

Ler Capítulo 1

23

That girl

Há pessoas que possuem um je ne sais quoi que as fazem ser incríveis com uma blusa branca, uns jeans e uns ténis. Raquel faz parte desse grupo de unique people.

Silhueta esguia, cabelo que acrescenta ainda mais carisma e enaltece a sua personalidade e uma beleza que assenta numa fusão de traços femininos e delicados, Raquel é bastante directa no que se refere à descrição das suas preferências de estilo.

O conforto está acima de tudo e o casual acaba por dominar a lista de adjectivos que enumera.

Acrescentamos ainda uma sofisticação com recurso a um exotismo subtil e único.

 

Ler Capítulo 2

33

Em duas rodas

Por circunstâncias da vida, melhor dizendo, do trabalho, viu a sua rotina mudar drasticamente quando a agência onde trabalha mudou de endereço. Do centro do Porto, onde também vive, Raquel passou a trabalhar em Matosinhos.

Nada que o seu optimismo, não conseguisse dar a volta e interpretar a seu favor.

Voltou aos rituais de criança, onde o seu padrinho num trabalho de corta e cose, construía as bicicletas com peças que iam encontrando e recuperando. Passeios que ainda hoje recorda com saudade.

Decidiu que, sempre que possível, iria para o trabalho em duas rodas, não eléctricas mas pedaláveis.

Depois do seu café de cafeteira italiana e de um pequeno-almoço, muitas vezes, partilhado com as colegas de casa, segue caminho.

Ler Capítulo 3

© 2017 L Manifesto

Este é o nosso Manifesto!

Um livre-trânsito para os behind-the-scene, os closets, as casas e espaços intimistas afastados dos olhares e do escrutínio do público.

ou

Ao submeter o meu email aceito receber notícias e informações sobre L’ Manifesto concordando com a Política de Privacidade.

Fechar